Resenha: Walk In Darkness – On The Road To Babylon (2020)

About Paulo Marcio

O Walk In Darkness, que nasceu em 2015, acaba de lançar seu terceiro disco intitulado “On The Road To Babylon”, sendo esse um novo trabalho conduzido especialmente pelo guitarrista Shaman e pela cantora Nicoletta Rosellini da banda Kalidia – completam a formação o guitarrista Flaming Jack, o tecladista Tio Frank, o baixista Monk Key e o baterista Arcanus. Gravado, mixado e masterizado no Virus Recording Studio por Alessandro Guasconi, “On The Road To Babylon” soa moderno, mas ao mesmo tempo expressa entre melodias e arranjos, uma busca pela integração de atmosferas distintas e cativantes.
O teclado imponente é enriquecido com um belo coro na intro de “The Sound Of Rain“. O contrate entre os vocais é determinante para conquistar o ouvinte logo de cara, pois oferece linhas ecléticas entre a rispidez do convidado Emiliano Pasquinelli e a voz serena de Nicoletta. A faixa título transborda melancolia em uma harmonia realmente triste e bela. Com o decorrer do andamento o doom ganha força, mas sem deixar a canção perder o sentimento inicial. “Walk On The Sky” possui um belo solo de guitarra em sua introdução e depois é conduzida pelos vocais de
Nicoletta, que recita as frases em uma ótima interpretação.
O tecladista Tio Frank determina os caminhos de “On The Moon Or On Mars” com inserções sintéticas por todas as partes, até mesmo quando o peso cresce, o que dá um dar moderno a essa
faixa. “Nothing” ganha de Nicoletta uma especial dedicação, onde a cantora se utiliza de sua expressividade para embelezar ainda mais a melodia. A aposta no peso é o conceito inicial de “In
The Mists Of Time”, com coro forte alinhado a uma melodia incisiva, que alterna com passagens mais calmas.
A vocalista convidada Elisabetta Bettini toma conta do ambiente na faixa “My Restless Wings”, que resgata o de melhor que o gothic metal pode oferecer. Vocais emocionantes e um instrumental imponente conduzindo a harmonia de uma maneira realmente singular. É um dos grandes momentos do álbum. Na sequencia temos “Time To Rise”, um dos primeiros singles do disco, que com sua serenidade consegue transmitir uma sensação de paz única, até mesmo quando o ritmo ganha mais intensidade.
E encerrando chega “Critical System Failure”, que flerta com synth em sua linha de efeitos sintéticos. O rife que entra é perfeito para a melodia, ainda mais sendo realçado por outra ótima participação de Nicoletta.
A proposta do Walk In Darkness é calcada no Symphonic Gothic Metal, e eles sabem se utilizar muito bem dos parâmetros e características que envolvem esse estilo. Sem dúvidas é o trabalho mais complexo da banda e merece ser apreciado pelos fãs do estilo certamente. “On The Road To Babylon” é um álbum abrangente e expressa a arte em forma de música com muito bom gosto. Confira.
Nota: 4/5
(N.R.: Semana que vem publicaremos aqui no HB uma entrevista
exclusiva com a cantora Nicoletta Rosellini. Não perca)
Tracklist:
1. The Sound Of Rain
2. On The Road To Babylon
3. Walk On The Sky
4. On The Moon Or On Mars
5. Nothing
6. In The Mists Of Time
7. My Restless Wings
8. Time To Rise
9. Critical System Failure

Walk In Darkness:
Nicoletta Rosellini – vocals
Shaman – guitars
Flaming Jack – guitars
Tio Frank – keyboards
Monk Key – bass
Arcanus – drums
Guest musicians:
Emiliano Pasquinelli – harsh vocals
Elisabetta Bettini – additional vocals on “My Restless Wings”

from HEADBANGERS BRASIL, 18/11/2020